02 GRAFICA REAL

Em nota Prefeitura esclarece que as informações divulgadas pelo Ministério Público estão equivocadas

Em nenhum momento houve redução de leitos na Capital e que isso jamais ocorreria, especialmente, numa situação pandêmica como a atual

Por Central TO em 13/01/2022 às 17:21:50
Imagem: Divulgação

Imagem: Divulgação

Nota - Leitos Covid-19

A respeito da matéria "Ministério Público requer do Município de Palmas a manutenção de leitos de UTI e Clínicos de Covid-19", publicada no Portal do Ministério Público Estadual do Tocantins e em suas redes sociais nesta quarta-feira, 12, a Prefeitura de Palmas, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (Semus), esclarece que as informações divulgadas estão equivocadas, pois a redução de leitos foi solicitada em julho de 2021, quando o cenário da Covid-19 na Capital indicava a redução do número de internações. Reforça que em nenhum momento houve redução de leitos na Capital e que isso jamais ocorreria, especialmente, numa situação pandêmica como a atual.

A Prefeitura de Palmas informa que atualmente conta com 20 leitos de UTI contratados junto à rede privada; e leitos clínicos requisitados por disponibilidade também na rede privada. Além disso, suas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) Sul e Norte contam com leitos de estabilização para atender pacientes diagnosticados com a enfermidade.

Por fim, a Prefeitura de Palmas, informa que esses esclarecimentos fazem parte da Manifestação que será encaminhada, de forma oficial, à Vara de Execuções Fiscais e Saúde de Palmas.

Secretaria Municipal da Saúde de Palmas

Palmas, 13 de janeiro de 2022.



Veja mais no CENTRAL TO
UTI Covid-19
?

Ministério Público requer do Município de Palmas a manutenção de leitos de UTI e clínicos de Covid-19

Comunicar erro
KNEKOU

Comentários

02 GS MARCOS