02 GRAFICA REAL
03 GOOGLE

Kátia Abreu diz que decisão do PSD não reflete a posição do Progressistas e que sua pré-campanha segue focada nos tocantinenses

Em sua fala, a senadora lembrou que as decisões políticas tomadas por ela e pelo senador Irajá têm caráter exclusivamente político, não interferindo na relação mãe e filho

Por Assessoria de Imprensa do Gabinete da Senadora Kátia Abreu em 05/07/2022 às 16:07:40
Foto: Gabinete da Senadora Kátia Abreu

Foto: Gabinete da Senadora Kátia Abreu

Presidente do Diretório Estadual do Progressistas, a senadora e pré-candidata à reeleição Kátia, afirmou nesta terça-feira, 5, que o anúncio feito pelo presidente do PSD no Tocantins, senador Irajá, de apoio à pré-candidatura de Osires Damaso ao Governo do Estado, não reflete a sua posição ou do Progressistas. Ela disse respeitar a decisão, mas enfatizou que não foi consultada e que seu partido foi pego de surpresa.

"Eu sou presidente do Partido Progressistas, nós temos 34 candidatos a deputados estaduais e federais, temos uma candidata ao Senado, 33 prefeitos, vários ex-prefeitos, dezenas de líderes e vereadores que gostariam de participar dessa decisão, manifestando a sua opinião. Nós não fomos contactados, fomos pegos de surpresa. Agora, repito que respeito a decisão de qualquer líder político, presidente de qualquer partido. É o que me resta diante de um sistema democrático", defendeu a senadora.

Em sua fala, lembrou que as decisões políticas tomadas por ela e pelo senador Irajá têm caráter exclusivamente político, não interferindo na relação mãe e filho.

"Esse episódio é apenas dois senadores da República tomando posições e opiniões diferentes. Eu só quero deixar bem claro para a população que na minha história política eu nunca fiz jogo duplo, eu nunca usei de artifícios para melhorar a minha vida. Sempre fui uma pessoa muito transparente, muito clara nas minhas opiniões, e até mesmo me prejudico por isso, então, não há qualquer possibilidade de qualquer tipo de conluio, de qualquer tipo de ação menor para se aproveitar de uma situação. Eu não faço esse tipo de jogo, nunca fiz e nunca farei", frisou.

Ela destacou o respeito que tem por todos os pré-candidatos ao Governo, reforçou que o seu posicionamento com relação ao governador Wanderlei Barbosa continua o mesmo e que a sua palavra será mantida, deixando o governador à vontade para tomar a decisão que julgar acertada quanto à composição da chapa majoritária.

"Só quero deixar bem claro que todos aqui me conhecem e sabem que num momento delicado da vida pública nacional, um momento difícil, a Kátia Abreu foi umas das únicas que manteve a sua lealdade, a sua coerência, os seus princípios e os seus valores, e agora não será diferente. Eu manterei a minha palavra. Não tive nenhum motivo para mudar de posição, mas compreendo que o grupo poderá me substituir na chapa e eu vou entender que façam isso depois da atitude do PSD de ontem", frisou.

Pré-campanha ao Senado

Sobre sua reeleição ao Senado Federal, ela destacou que está muito feliz com o trabalho que vem sendo realizado. "Vou continuar trabalhando como tenho feito até aqui, corrido todos os municípios, povoados, distritos, assentamentos, visitando as pessoas e, graças a Deus, sendo muito bem recebida. As pesquisas demonstram um reconhecimento forte do povo do Tocantins pelo meu trabalho", contou.

Ainda conforme Kátia, seu intuito é fazer uma campanha e um mandato direcionados para o povo.

"Preciso de apoios políticos, sim, mas não quero ser uma senadora de um partido ou só de um grupo político, eu quero ser senadora dos tocantinenses, dos brasileiros, para poder dar uma contribuição maravilhosa, e é assim que eu vou continuar, na luta, como sempre estive, desde o dia em que coloquei os pés no Tocantins há mais de 30 anos", finalizou.


Comunicar erro
BANNER 728x90

Comentários