Homem investigado pela prática de estelionatos é preso pela Polícia Civil com documento falso

O Homem também é investigado pela prática de crimes de estelionato.

Por Rogério de Oliveira em 07/10/2021 às 16:52:18
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

No final da tarde da última quarta-feira, dia 6, policiais civis da 71¬™ Delegacia de Porto Nacional, com apoio de agentes da 7¬™ Divis√£o de Combate ao Crime Organizado (7¬™ DEIC), coordenados pelo delegado, Wagner Rayelly Pereira Siqueira efetuaram a pris√£o em flagrante de um homem de 33 anos pela pr√°tica do crime de uso de documento falso.

Segundo à autoridade policial, o indivíduo foi capturado no momento em que estava em uma clínica odontológica da cidade, a fim de retirar alguns produtos que comprou e teriam sido entregues no estabelecimento. No momento da abordagem policial, o homem se identificou como sendo uma pessoa de nome Gustavo. Após buscas realizadas no interior do veículo conduzido pelo suspeito, foram encontrados um documento do conselho federal e também do conselho regional de Odontologia, que também indicam se tratar de um indivíduo com o mesmo nome.

Porém, j√° na sede da 11¬™ Central de Atendimento da Polícia Civil, em Porto, os policiais civis encontraram na carteira do conduzido, seus documentos verdadeiros onde consta seu nome real e que nada tem a ver com Gustavo. Ao ser questionado sobre os fatos, o sujeito disse apenas que teria sido contratado por um outro indivíduo, que é dentista, apenas para pegar os produtos odontológicos na clínica.

Com o aprofundamento das dilig√™ncias, os agentes constaram se tratar do mesmo autor que j√° é investigado em outros procedimentos pela pr√°tica de crimes de falsifica√ß√£o de documento público e também estelionato. Segundo o delegado Wagner, o indivíduo teria falsificado o RG e Carteira profissional de um dentista de Porto Nacional e fez compras pela internet se passando por ele.

Thiago foi conduzido a 11¬™ Central de Atendimento da Polícia Civil (11¬™CAPC), onde foi lavrado o flagrante pelo uso de documento falso. Após a realiza√ß√£o dos procedimentos legais cabíveis, o indivíduo foi recolhido à Unidade Penal de Porto Nacional, onde permanecer√° à disposi√ß√£o do Poder Judici√°rio.

As investiga√ß√Ķes continuam para que a Polícia Civil possa identificar a pessoa que supostamente contratou os servi√ßos do homem preso, tendo em vista que o próprio indivíduo confessou que foi contratado por um dentista de Porto para realizar tal servi√ßo

Comunicar erro
JORGE CONSORCIO

Coment√°rios

GRAFICA REAL