02 GRAFICA REAL
PALMAS 33 ANOS

Pré-candidato a presidente pelo Pros, Pablo Marçal promete deslanchar: "A piada vai virar um pesadelo"

Por Central TO em 13/05/2022 às 14:36:23

Nesta sexta-feira, 13, o programa Morning Show, da Jovem Pan, recebeu o empresário e coach Pablo Marçal. Pré-candidato a presidente pelo Pros, ele contou sobre as negociações partidárias que vêm sendo feitas para viabilizar sua candidatura na eleição de 2022. “Nessa caminhada, agora, já tem 12 partidos comigo, mas eles falaram o seguinte: "Você precisa pontuar. Se você não pontuar dois dígitos, a gente não tem compromisso com você". Me coloquei à disposição. Quando começar a pontuar, a piada vai virar um pesadelo”, assegurou o goiano. Para isso, Marçal, que ficou conhecido por pedir ajuda aos Bombeiros após comandar subida ao Pico dos Marins, em São Paulo, sem proteção e em condições adversas, busca como vice uma figura com características que se aproximem da realidade brasileira. “Se for depender da minha vontade pessoal, quero alguém do Nordeste. Uma mulher, divorciada, numa faixa etária de 53 anos; 43% dos lares no Brasil são liderados por mulheres. Eu queria divorciada justamente para sensibilizar esse país. É bem específico, mas a política tem um jogo por trás dela.”

Questionado sobre seu posicionamento entre a direita e a esquerda, o pré-candidato do Pros afirmou querer se desvincular de rótulos ideológicos e priorizar a viabilização do desenvolvimento econômico no país. “Esse rótulo de esquerda e direita veio justamente para impedir o crescimento de um povo e das pessoas crescerem como governantes. Querem me colocar de um lado, eu não vou assumir isso. Setenta por cento do povo não aguenta mais esse assunto. Se você chegar na [Avenida] Paulista e perguntar para alguém com fome se ele é de esquerda ou direita, ele só quer a comida. Vocês vão enlouquecer a nação com esse assunto”, disse. “A polarização não leva o Brasil para localização nenhuma. Você não tem essas duas opções, essa gestão política de medo não interessa para o Brasil mais. O Brasil, até 2032, vamos colocar ele no topo de economia e educação. A gente pode voltar a ser um país pragmático e produtivo, focar em desenvolvimento. Posso governar sobre todos. Minha ideologia é o Brasil.”

Pablo Marçal ainda opinou sobre a efetividade das urnas eletrônicas e a necessidade de uma reformulação do sistema eleitoral. “Se alguém lúcido falar que as urnas são 100% confiáveis, essa pessoa está com algum problema. Está com a tecnologia já antiga, a gente tem que entender, estudar e provar por algoritmos o nível de confiabilidade. Enquanto pré-candidato, eu, Pablo Marçal, não me preocupo com isso. Se continuar impedindo modificações num cenário tão tecnológico, defender que é 100% confiável, é uma mentira”, afirmou. “Qualquer sistema no mundo, eu tenho uma empresa de programação e posso falar, qualquer tecnologia tem como invadir. Se ela foi criada e desenhada por alguém, outro pode ir lá e acessá-la”, concluiu.

Confira na íntegra a entrevista com Pablo Marçal:

Fonte: JOVEM PAN

Comunicar erro
GOOGLE

Comentários

02 GS MARCOS