Criciúma vence o Botafogo-SP por 3 a 0 e volta à elite nacional após nove anos

O Criciúma carimbou a sua volta à elite nacional ao vencer por 3 a 0 o Botafogo-SP, nesta tarde, no estádio Heriberto Hulse, pela 37.

Por Central TO em 18/11/2023 às 20:57:58
Foto: Reprodução internet

Foto: Reprodução internet

O Criciúma carimbou a sua volta à elite nacional ao vencer por 3 a 0 o Botafogo-SP, nesta tarde, no estádio Heriberto Hulse, pela 37.ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Com 64 pontos e 19 vitórias, assumiu a vice-liderança e acabou favorecido pela derrota do Atlético-GO por 4 a 1 para o Mirassol O time paulista, só cumprindo tabela, segue com 47 pontos, em 12º lugar. Os catarinenses garantiram a vaga justamente pelo número de vitórias, primeiro critério de desempate. O Tigre tem 19 contra 16 do Atlético, quinto colocado e com 61 pontos. Na última rodada, o Criciúma cumpre tabela no interior de São Paulo, contra o Novorizontino, que soma 60 pontos, está em sexto lugar e ainda na briga pelo acesso.

A última participação do Criciúma na elite aconteceu em 2014. Em 2019 foi rebaixado para a Série C, mas retornou à Série B em 2021, com um quarto lugar. Antes disso, ainda em 2021, caiu no Estadual pela primeira vez na história, mas voltou em 2023. Nesta atual temporada, sagrou-se campeão catarinense, quebrando um jejum de dez anos — foi seu 11º título no Estado. Em termos nacionais, é o único catarinense a ser campeão da Copa do Brasil, em 1991, sob comando de Luiz Felipe Scolari. Foi campeão nacional da Série B, em 2002, e da Série C, em 2006. Além do Tigre, está garantido na Série A do ano que vem o Vitória, que se sagrou campeão da Segundona.

Antes do início do jogo chamou a atenção a confiança da torcida, que de guarda-chuva enfrentou fila fora do estádio na certeza de que seria o dia do acesso. A atmosfera ficou quente quando as arquibancadas se encheram. O Criciúma aproveitou este ambiente e desde o apito inicial tentou as iniciativas ofensivas, mesmo com o gramado escorregadio. Logo o jogo se transformou num time atacando e outro apenas se defendendo. Os chutes longos e os cruzamentos serviram para comprovar as boas qualidades do goleiro Matheus Albino. Ele deu sorte, aos 28 minutos, quando Hygor apareceu na pequena área para desviar de cabeça e a bola explodiu no travessão. No rebote, outro chute e defesa do goleiro.

Aos 32, o zagueiro Walisson Maia apareceu na grande área e deu uma bicicleta. Matheus Albino deu um tapa na bola e a defesa aliviou quase em cima da linha. Três minutos depois saiu o gol, desta vez, num contra-ataque puxado por Hygor. Ele entrou na área, driblou um zagueiro e chutou em cima do goleiro, que espalmou do lado. A sobra, porém, caiu no pé de Eder, que chutou rasteiro para a rede. Muita vibração do atacante de 37 anos, que iniciou carreira no próprio clube em 2003 e depois brilhou na Itália, passando por seis clubes, entre eles Sampdoria e Inter de Milão. Ele atuou três temporadas na China antes de voltar ao Brasil para defender o São Paulo, em 2021. Voltou ao Criciúma neste ano para encerrar a carreira. “Esta era minha missão, devolver o Tigre à elite. A missão está cumprida”, comentou o herói do acesso. Embora tenha contrato até o final de 2024, ele confirmou sua aposentadoria por sofrer com dores nas costas. O grito de alívio, porém, saiu apenas aos 35 minutos do segundo tempo, quando Fellipe Mateus fez o segundo gol, de falta. Aos 48, Felipe Vizeu fechou o placar.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Comunicar erro
JORGE CONSORCIO

Comentários