JORGE CONSORCIO

Após adiarem reunião na segunda, Milei e Fernández discutem transição pela primeira vez

O presidente eleito da Argentina, Javier Milei, e o atual presidente do país, Alberto Fernández, iniciaram as discussões sobre a transição de poder nesta terça-feira, 21, após o adiamento de uma reunião entre os dois que ocorreria ontem.

Por Central TO em 21/11/2023 às 10:34:12
Foto: Reprodução internet

Foto: Reprodução internet

O presidente eleito da Argentina, Javier Milei, e o atual presidente do país, Alberto Fernández, iniciaram as discussões sobre a transição de poder nesta terça-feira, 21, após o adiamento de uma reunião entre os dois que ocorreria ontem. O encontro aconteceu a portas fechadas na Quinta de Olivos, residência oficial do presidente argentino. Milei chegou ao local por volta das 8h. O encontro de segunda-feira, 20, foi adiado devido às declarações do ministro Sergio Massa, candidato peronista derrotado nas eleições, sobre a responsabilidade do líder da direita radical na economia. Segundo a imprensa argentina, o clima entre eles é de tensão, e a transição de poder deve ocorrer de forma gradual.

Apesar do cancelamento da reunião, os primeiros passos da transição já foram dados na segunda-feira. De acordo com o jornal “La Nación”, representantes de ambos os setores tiveram intensas conversas individuais para acelerar uma transição ordenada em cada ministério. Em entrevistas a rádios argentinas na segunda-feira, Milei adiantou alguns detalhes sobre seu futuro gabinete, que assumirá em 10 de dezembro. Segundo o presidente eleito, o Executivo nacional contará apenas com oito ministérios. Ele também anunciou Mariano Cúneo Libarona, advogado criminal, como ministro da Justiça, e Carolina Píparo como chefe da Administração Nacional da Seguridade Social (Anses).

Fonte: Jovem Pan

Comunicar erro
GRAFICA REAL

Comentários

GOOGLE 04